Há quem acredite que roupinhas e banho com água quente sejam mimos exagerados de donos que tratam animais como gente. Na estação mais fria do ano, especialistas explicam que os bichinhos precisam de atenção especial e que esse tipo de medida é apenas o começo de uma série de cuidados que devem ser tomados.

Os especialistas Mário Marcondes dos Santos (diretor do Hospital Veterinário Sena Madureira), André Grespan (veterinário responsável pelo Wildvet) e Marcelo Quinzani (diretor do Hospital Pet Care) dão algumas dicas para quem tem cachorros, gatos, pássaros, peixes, roedores ou répteis em casa.

CACHORROS

No inverno, filhotes e cães idosos são os mais prejudicados. “Os mais velhos costumam sofrer com artrose e sentir dores na coluna e nas articulações”, explica Marcelo Quinzani. “Além disso, eles sentem mais frio porque a pelagem não é mais eficiente, a camada de gordura não é tão espessa e os músculos ficam atrofiados, o que diminui o metabolismo”, complementa o veterinário.

Alguns cuidados:

– Não deixar o animal tomar chuva ou ficar no vento

– Colocar roupas quentes em filhotes e cães idosos de pelo curto

– Usar caminhas com isolante para evitar que o colchão fique em contato com o chão frio. Uma dica é colocar um estrado embaixo

– Colocar edredons ou cobertores para o cachorrinho se aquecer

– Manter as vacinas em dia porque eles ficam com a imunidade baixa no inverno

– Manter o local onde o pet fica arejado, mas sem vento

– Evitar aquecedores porque eles ressecam o ambiente. Caso seja necessário, uma dica é espalhar toalhas molhadas e bacias com água para manter a umidade

– Escolher a hora mais quente do dia para dar banho, usar água morna e secar com secador

– Proteger bem os ouvidos para evitar otite

– Em caso de pouca sujeira, optar pelo banho seco (com gel ou lenço umedecido) para prolongar a duração do banho

GATOS

Os cuidados com os felinos são parecidos com os dos cães. “Uma dica para saber se o gato está com frio ou não é sentir as extremidades como as patinhas e pontas das orelhas. Se estiverem gelados é porque ele está com frio”, explica Mário Marcondes.

Alguns cuidados:

– Estimular banho de sol

– Manter a caminha com edredom e estrado embaixo para evitar a friagem que vem do chão

– Colocar roupas em gatos de pelagem muito curta

– Optar pelas camas tipo iglu porque eles gostam de se esconder

– Manter as vacinas em dia, em especial, a contra rinotraqueíte

VejaSP